quarta-feira, 26 de setembro de 2012



In the dungeon, my soul rests.
My eyes filled with tears.
Preachers of sweet lies,
Preachers of misery,
Preachers of decadence...

Anger growing in my feet
Choking my soul
This isn't a nightmare
It's love...

My mind don't give me any peace.
I hear the echoes of your voice,
crawling under my skin.
I feel my bones breaking down,
and my eyes can't no longer see...

Quietly lying in the darkness
My shivered bones
Little heart started to break
This love was born to die



segunda-feira, 24 de setembro de 2012


Esquecer que a vida
é um pesadelo e que um dia vamos acordar
quando a morte chegar.

Tentar ser forte não é possível
os cadáveres bóiam nas águas profundas
do meu ser.

Toda esta dor não é diferente daquela que antes pairava
entre o arvoredo...

Suspiro!
como quem morre mas não chega a partir
como quem destruí a maldade que brota
da injustiça que consume todos os pássaros.

A alegria já não tem mais lugar.

Na escuridão do meu corpo
é impossível manter a calma e a força
pouco a pouco vou destruindo
cada pestanejar
cada instante...